Minha foto
Nome:
Local: São Paulo, Brazil

sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Ontem à noite

Caminhava com solitude e solidão pela rua... Os olhos agradados com aquela iluminação amarela que dá brilho aos seres, todos eles animados pelo vento forte que bate causando um frio na espinha....

A cena relembra o assassinato enquanto uma das belas artes, sim, tem sentimento, tem luz e sombra, poesia e suspense.

Jornais dançam com a brisa apaziguadora e o frio na espinha não passa. Aperta o passo como se assim afastasse a energia que persegue.

O silêncio ao redor evidencia todos os ruídos: uma janela se fecha no segundo andar do prédio que passa, papéis de bala roçam pelo asfalto ainda quente do dia ensolarado, as folhas das árvores dançam e caem fazendo coro, a cada passo o jeans da própria calça a cantar, os passos...

Este silêncioruidoso só causa ainda mais tensão, quando alcança a esquina, vira rapidamente e corre...

Sob o abrigo do lar, nota ainda o zunido do vento e sorri.

"Esta noite ele não me pega mais."

1 Comments:

Blogger Ivan Strazzer said...

muito bonito e interessante, patrícia!

3:15 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home